Orai e vigiai: a internet é "a rua"

Em se tratando de filhos, a frase dita pelo Mestre Jesus talvez seja a mais apropriada para os dias atuais: “Orai e vigiai”. A prece é um ato de comunicação do homem com o Sagrado. Orando, buscamos o equilíbrio espiritual, a sabedoria e o discernimento. A vigilância, por sua vez, é a precaução, o cuidado, a prevenção.

Mais do que nunca, precisamos estar atentos, vigilantes e em constante oração para saber educar, colocar limites e agir com firmeza sempre que necessário. Sem disciplina, a criança cresce à mercê das circunstâncias. Educar os filhos é uma missão que exige amor, compreensão, cuidado, atenção e sabedoria.

Hoje em dia, as crianças aprendem a navegar na internet antes mesmo de amarrar os sapatos e, da mesma forma como as seguramos pela mão ao andar, é preciso estar lado a lado nesta “caminhada” pelo mundo virtual.

A internet é “a rua”! Você deixaria seus filhos brincando nela sozinhos?

A tecnologia é uma realidade e não há como proibir o acesso das crianças à internet. Ela pode ser uma rica fonte de informações e descobertas, mas há cuidados a serem tomados. Da mesma forma que você conversa com seus filhos sobre os riscos que existem ao sair na rua, também deve orientá-los em relação aos perigos e ao uso seguro da internet.

A melhor ferramenta ainda é o diálogo, a conversa franca e a supervisão, independentemente da idade.

Você tem cuidado da segurança de seu filho na “vida digital” da mesma forma como cuida da “vida real” dele?

Prevenir nunca é demais!

"Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca". 

(Mateus 26, 41-42)